Blog

Opt-out para se Descadastrar do E-mail Marketing

23/09/2015

Há uma diferença entre ser persistente e ser chato pra caramba não é? Pois é! Em email marketing, precisamos seguir a mesma linha de pensamento!

Em uma campanha de email, boa parte das mensagens são desejadas pelo destinatário, mas, com o tempo, algumas pessoas podem não querer mais receber aquelas informações. Por isso, é necessário que sua campanha tenha a possibilidade de descadastro, ou seja, o opt-out.

Opt-out é a opção de não receber mais suas comunicações de email. Essa opção deve estar disponível em todos os emails da sua empresa, apresentando um link para o descadastramento, que irá retirar ou inativar o contato do cliente na sua base.

Isso não quer dizer o rompimento seja completo, apenas um “corte” em uma das ferramentas de comunicação. Ou seja, você está fazendo a vontade do seu cliente, visto que ele é quem deve escolher como e por onde deve se comunicar com sua empresa.

Algumas empresas dificultam a remoção do email ou não disponibilizam essa opção de cancelamento. Isso é um erro! O cliente pode se sentir pressionado ou incomodado e, certamente, deixará uma impressão negativa sobre sua marca.

O opt-out deve ser fácil e rápido, porque o cliente merece ter a mesma facilidade de cancelar que teve para fornecer seu email, como no exemplo a seguir:

O código de auto-regulamentização para Email Marketing (CAPEM), sugere que a remoção solicitada pelo o cliente seja efetuada em até 48 horas úteis. Sistemas sofisticados de email marketing como o da MailerWeb já possuem essa funcionalidade como padrão.

Sendo assim:

  • A opção de opt-out deve sempre estar aparente em seus emails, preferencialmente no rodapé da mensagem, onde é comum o cliente procurar esse tipo de link;
  • Tenha sempre a preocupação de retirar o cliente da lista quando solicitado;
  • Procure entender as causas que levaram ao descadastramento. A maioria das ferramentas elabora algumas perguntas rápidas sobre isso no momento do cancelamento

  • Direcione as campanhas certas para os clientes certos. É possível perceber que se cancela aquilo que não interessa. Sendo assim, seja sempre relevante; e
  • Não esqueça que o cliente é quem manda. É ele quem escolhe o canal de comunicação e, se ele escolheu não receber seus emails, alguma coisa pode estar errada em sua campanha.

Assine nossa newsletter